Inicio » Receita completa de Pão Pita fofo, macio e gostoso
Pitot

Receita completa de Pão Pita fofo, macio e gostoso

por Shlomi Asaf
Publicado em: Última atualização em 14,7K visualizações

Agora você também vai conseguir preparar um Pão Pita macio para criar sanduíches, acompanhar um prato de Homus ou fazer o que sua imaginação mandar!

Pão Pita (conhecido também como Pão Sírio ou Pita Bread) é um produto diferente do Pão Sírio encontrado aqui no Brasil. O Pão Pita é mais grosso, fofo, macio e úmido. O Pão Sírio é normalmente mais fino, seco e quebra fácil quando você o recheia com conteúdo úmido ou liquido. O Pão Pita consegue segurar saladas úmidas dentro dele. É por isso que as pessoas em Israel (árabes e judeus) o usam para Comida de Rua. Recheiam com saladas, bolinhos de falafel ou carne e saem andando e comendo, sem se preocupar se o Pita vai quebrar.

 

Falafel

Falafel, o processo completo

Essa receita demanda um pouquinho mais de experiência. Quem nunca preparou pães vai conseguir também chegar num bom resultado – não fique preocupada(o)! Se vocês seguirem as orientações, vocês também conseguirão preparar Pão Pita em casa. E melhor ainda: um pão muito melhor dos que são vendidos nos supermercados e lojas por aí.

Sério mesmo! Esse é um dos produtos em que o resultado do que vocês vão produzir em casa é superior às opções do que encontramos nos mercados. Então, vamos lá! 🙂

Pitot

Receita completa do Pão Pita fofo, macio e gostoso

Serve: 8-10 Unidades Tempo de preparação: Tempo de cozimento:
Fatos nutricionais 200 Calorias 20 grams Gordura

Ingredientes

  • 500 g de farinha de trigo tipo 1 ou 2
  • 250 ml de água morninha + 25 ml para a preparação do fermento
  • 2 un de 15g de fermento biológico fresco
  • 1 colher de chá de sal refinado
  • 1 colher de mesa de açúcar orgânico ou demerara ou mascavo
  • 2 colheres de mesa de azeite

Instruções

Preparação Da Massa

  1. Em uma tigela média, misture o fermento com o açúcar (melhor com batedor de claras).
  2. Misture bem e, aos poucos, você vai ver que se transformam em um caldo, bem líquido. Sério mesmo! O açúcar acorda o fermento e dá para ele um [i]Bom dia[/i] 🙂
  3. Adicione a este caldo os 25 ml de água morna com um pouco (cerca de 25 g) de farinha. Deixe descansar.
  4. Coloque todo o restante da farinha e o sal na tigela da planetária e misture (se não tiver batedeira, pode fazer tudo na mão).
  5. Ligue o forno na potência máxima (250 graus). Se tiver Pedra Refratária, já coloque-a dentro.
  6. Misture os 250 ml de água com o azeite, adicione metade na tigela com farinha e comece a bater. Use velocidade baixa.
  7. Coloque a outra metade da água com azeite e todo o caldo do fermento.
  8. O tempo total do batimento da massa é de 10 minutos. Se a massa ficar muito grudenta ou pesada, corrija com mais água ou farinha.
  9. O resultado final será uma massa um pouquinho aguada (não fica como uma massa para pão), mas que você consegue mexer e trabalhar com ela nas suas mãos.
  10. Coloque azeite nas suas mãos, tire a massa da tigela, molde a massa em formato de bola e deixe descansar (dentro uma tigela untada com azeite, coberta com pano umido) por 1 h-1,5 h, ou até que a massa dobre de tamanho.

Trabalhando com a Massa

  1. Divida a massa em 8-10 partes, com as mãos úmidas. Deixe ao seu lado um recipiente com água e umedeça suas mãos para ajudar a separar as partes da massa.
  2. Molde essas partes em bolinhos lisos, deixe-as sobre uma área enfarinhada, e em cima, pulverize azeite, para prevenir 2 coisas - 1. secagem. 2. que o filme de pvc grude nos bolinhos.
  3. Cubra os bolinhos com filme de pvc e deixe descansar por 10-15 min, até parecer que dobraram de tamanho.
  4. Abra cada bolinho como um disco. A altura de cada disco (de 3 mm até 2 cm) depende do tipo de pão que você deseja.
  5. Coloque, rapidamente, os pães dentro do forno. Cada lado vai demorar de 1 a 3 minutos para crescer e assar. Não deixe os pães sozinhos. Fique de olho neles e quando parecer que eles ficaram bons, vire-os e continue olhando. [br][br]

O final

  1. Tire os pães e coloque-os em um recipiente grande, já forrado com pano. As laterais do pano servirão para cobrir os pães, para eles não ressecarem.
Você fez esta receita?
Gostou dos resultados? Marque-me no Instagram em @saboresdeisrael.

Notas

  • Não deixe que o fermento entre em contato direto com o sal. Sempre misture bem o sal com a farinha, para prevenir o contato direto entre eles. O fermento não é um bom amigo do sal. O sal diminui a potência do fermento.
  • Experimente alturas e larguras diferentes dos pães. Experimente até encontrar sua proporção preferida.
  • Essa receita é um resumo das melhores técnicas que encontrei em várias leituras e pesquisas na internet e livros que, na minha opinião, criam o melhor pão.
  • Você pode congelar o pão e, depois, esquentar no microondas. Para isso,  envolva-o em 2 camadas de papel toalha. Coloque dentro um saco plástico e feche. Isso evita ressecamento e o pão vai ficar igual ao que você fez agora! Muito Gostoso!!! 🙂

Depoimentos

Essa receita realmente é a melhor que eu testei. Parabéns!
Meu noivo é de Israel e experimentei pita por lá, me apaixonei rs.. Mas não encontro por aqui. Essa receita fica muito próxima aos pães de Israel.
Ah, a receita de Falafel também já testei. Maravilhosa!
NATHALIA

Que satisfação ter conhecido hoje seu site!
Eu adoro a maioria dos ingredientes que fazem parte da cozinha israelense, porém a insegurança de fazer as receitas era grande… Agora com tantas dicas e macetes vou me aventurar nessas delícias! Espero que dê tudo certo e eu possa, em breve, fazer um jantar temático para a família. Muito obrigada por dividir seu conhecimento conosco! Muitas felicidades e sucesso! ????
Michelle

MICHELLE BORGA

Adorei a sua receita.
Tenho um interesse por pães e essa sua receita é ótima. Fiz e ficou muito bom, da próxima vez vou tirar uma foto para compartilhar.
Obrigada por dividir esta delícia conosco.

MAÍRA GONÇALVES

Shlomi, muito obrigada por essa receita! Estive em Israel no meio desse ano durante um mês e uma das coisas que mais me faz falta agora na volta é a Pita! Vou tentar a receita aqui em casa!

Juliana
Quando eu era criança, tinha uma lanchonete aqui ao lado da minha casa que fazia esses Pães Pita, eram uma verdadeira delícia, fofos, macios, úmidos e bem quentinhos, assados na hora, era só chegar lá e pedir, mas depois de um tempo, acho que o padeiro saiu e não fizeram mais, depois a lanchonete acabou até fechando 🙁 Eu sinto muita falta deles, pois os que são vendidos nos supermercados e padarias não são iguais, não chegam nem aos pés e eu nunca soube como fazê-los, agora estava olhando e sem querer me deparei com a sua receita, já fui comprar os ingredientes (os que eu não tinha em casa) e já vou começar a preparar a massa!! Agradeço muito por me trazer de volta essa parte da minha infância, estou compartilhando no face!! Shalom 🙂
SERGIO LUIS

You may also like

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
109 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Samantha
Samantha
3 anos atrás

Olá. Estou me aventurando nesse mundo da culinária. Não sei se minha dúvida já consta nós comentários, não li todos pois são muitos. Poderia me tirar uma dúvida? Se eu quiser o pão integral, como devo fazer? Substituo toda a farinha por integral ou apenas uma parte? Você coloca que para farinha branca deve ser tipo 1 e 2 senão me engano. Para integral também tem essa classificação? Apena apena eu comprar tudo certinho. Obrigada e parabéns pelo Blog. Excelente.

Samantha
Samantha
3 anos atrás
Reply to  Shlomi Asaf

Obrigada pela resposta. Vou tentar assim então.

Letícia Jacques
Letícia Jacques
3 anos atrás

Olá, a receita funciona com fermento biológico seco? Estou a um tempão batendo o fermento com açúcar e não fica líquido e agora me atentei q era fermento fresco

Letícia
Letícia
3 anos atrás
Reply to  Shlomi Asaf

Muito obrigada! Eu abandonei a receita naquele dia mas vou tentar de novo e venho contar como ficou!

Fernando
Fernando
3 anos atrás

Substitui 30% por farinha integral. Ficou otimo

Paula
Paula
3 anos atrás

Acabei de fazer, vamos ver se vai ficar bom, se não ficar bom, vou comer mesmo assim kkkkkk

joana
joana
3 anos atrás

Eu fiz com água fria o pão vai ficar mal por causa disso?

Graci
Graci
3 anos atrás

Olá O meu não deu nada certo…. não sei em qual momento errei 😢

Cibele
Cibele
3 anos atrás
Reply to  Graci

Pode ser que você usou água quente ao invés de morna. O fermento morre se a água estiver muito quente, é melhor que a água esteja na temperatura da mão.

Fabio Sola
Fabio Sola
3 anos atrás

Oi! Fiz pela segunda vez – ficou bem melhor do que a primeira. Deixei bastante tempo descansando a massa, já que estava trabalhando. Nas duas vezes fiz na frigideira, mas na segunda usei uma chapa de ferro bem grossa. E graças ao seu vídeo no Instagram, percebi a razão de estar fazendo várias bolhas ao invés de deixar o interior com uma grande vácuo de uma única bolha: tem que ir virando as pitot a cada trinta segundos, assim vai dourando os lados e faz uma única grande bolha de ar no pão, necessária para o espaço os sanduíches orientais. Excelente receita, farei outras vezes!

Luana
Luana
4 anos atrás

Receitas suas são maravilhosas especialmente o falafel. Mas uma coisa aqui não entendi – na primeira parte que vc pede para ligar o forno na potência maxima, mas depois fala pra descansar os pães por uma hora e meia… pra que então ligar o forno? Realmente não entendi. Por favor me responda quero muito fazer esse pão!

Luana
Luana
4 anos atrás
Reply to  Shlomi Asaf

Honra receber sua resposta! Vou aguardar o fim de semana ansiosa para fazer o falafel e o pão pita, obrigada! Sou fã.

Rosana Quina
Rosana Quina
4 anos atrás

Olá!
Estou tentando sua receita, porém , achei meio confusa sua descrição.
Acabei não entendendo se e 250 ou 300 ml de água.
OBRIGADA

Daniela
Daniela
4 anos atrás

Boa tarde.
Esse pao pode ser feito na frigideira? Obrigada

Bruno Souza
Bruno Souza
4 anos atrás

Eu compro aqui nos Estados Unidos uma Pita Whole Wheat da Josephs … se você conhece, é parecida com a de Israel?

Maurício Martinazzo
Maurício Martinazzo
5 anos atrás

Olá! Maravilha de receita! 300ml de água ou 250ml? Não ficou claro! Obrigado!

Paulla Rammos
Paulla Rammos
5 anos atrás

Simplesmente o melhor blog de culinária e gastronomia de todos!!! O melhor!!! Sou judia, celíaca e e comer kosher aqui no Brasil no interior é bem difícil, única carne que como é peixe, e nada mais. Bem difícil mesmo.

Silvana
Silvana
5 anos atrás

Olá!
Tudo bem?
Esta receita é maravilhosa, como todas as outras do seu site.
Porém é uma pena eu não poder fazê-la pois sou intolerante ao glúten;
vc não teria uma versão glúten free para nós, que não podemos apreciar tudo que vcs podem?

Selma Assayag
Selma Assayag
6 anos atrás

Bom dia tudo bem? Você pede 309 ml de água + 25 ml para o fermento, mas depois você fala para misturar o azeite em 250ml de água e colocar metade na massa e depois o restante. Mas de 250 ml ? Não era 300 ml? Obrigada

tite
tite
6 anos atrás

pode ser feito com acucar comum?

Mylena Silva
Mylena Silva
6 anos atrás

Dá para fazer com fermento biológico não fresco?

Leandro Cunha
Leandro Cunha
6 anos atrás

Boa Noite,

Gostaria de parabenizá-lo pelo blog e pelas receitas, acabei de entrar e já estou adorando.
Sobre a receita do pão pita integral, você substitui toda a quantidade de farinha normal por farinha integral ou apenas alguma parte dela?

Nilza
6 anos atrás

Mano, sensacional essa sua receita de de pão pita! No começo achei que não conseguiria devido aos detalhes do modo de fazer e lidar com a massa, o tempo e tal… Mas, não só o resultado me encantou como a “feitura” em si, a delicadeza de lidar com os ingredientes, a espera, as misturas depois a “arte” de assar o pão, o cuidado para que tudo corresse bem, depois o aroma de pão delicado, delicioso invadindo meu pequeno apto. e a vizinhança em plena madrugada paulistana, aguçando os sentidos e os desejos de paz entre todos os povos! Parabéns Shlomi! Sucesso!

Luciane
Luciane
6 anos atrás

O que é colher de mesa?

Maria Helena Muller Serikawa
Maria Helena Muller Serikawa
6 anos atrás

Shalom!
Hoje estreei meu primeiro pita bread!
Não vou postar imagem, prefiro fazer isso na segunda vez. Como sou amadora, faltou malícia para modelar o pão, etc
Mas quero dizer que a consistência e o sabor ficaram demais! Macio e fofinho, “sí señor”!
Revendo tua carinhosa receita pude checar o passo a passo e perceber meus pequenos erros.
Aqui no Brasil dizemos que somos “marinheiros de primeira viagem” quando fazemos algo pela primeira vez, sempre um pouco atrapalhados. Sou marinheiro de primeira viagem que, no entanto, tive “sorte de principiante”, pois o pão ficou muito bom.
Gratidão, Maestro Shlomi! Explorar teu blog é uma viagem sem preço! Abração de ursa maior

simon
simon
6 anos atrás

Olá, tenho tentado fazer o pão pita mas ele não estufa como uma almofadinha. Na melhor das hipóteses estufam umas bolhas apenas. Deixo o forno pre aquecendo, bem quente. O que pode ser que estou fazendo errado? Obrigado!

Ane Mallmann
Ane Mallmann
6 anos atrás

Oi. Comi um delicioso pão em um restaurante turco na cidade de Canberra, Austrália. Muito diferente daqueles que encontramos aqui pelo Brasil. Então resolvi procurar por receitas e fazer mesmo o meu pão. Encontrei esta receita e hoje a testei. Ficou delicioso!!! Macio e saboroso. Ainda não tão bom quanto o que comi lá, mas creio que treinando mais, posso aperfeiçoar. Não estufou como eu esperava, mas creio que foi pelo fato de eu ter esquecido de aquecer o forno desde o início da preparação da receita. da próxima vez vou cuidar deste detalhe. Gratidão por compartilhar a receita.

Jusele Sá
Jusele Sá
6 anos atrás

Shlomi,
Estou com algumas dúvidas. Tem uma parte da receita que pede para colocar o forno esquentando em 250 graus, antes de colocar a massa pra descansar (item 6 na parte Preparação das Massas). Mas não vi depois o que coloca no forno, somente na parte Trabalhando a Massa. Pelo o que entendi, o forno fica ligado nesse período de descanso. Estou correta?

Maíra Gonçalves
6 anos atrás

Adorei a sua receita.
Tenho um interesse por pães e essa sua receita é ótima. Fiz e ficou muito bom, da próxima vez vou tirar uma foto para compartilhar.
Obrigada por dividir esta delícia conosco.

Sabores de Israel

Bem-vindo ao Sabores de Israel!

Aqui você encontrará receitas autênticas e histórias sobre a cultura e a gastronomia de Israel. Desde 2013, trabalho incansavelmente para divulgar a riqueza e a diversidade da culinária israelense no Brasil. Espero que você goste do meu site e possa experimentar e apreciar a culinária de Israel tanto quanto eu.

Obrigado por visitar o Sabores de Israel!

shlomi com legumes

@COPYRIGHT 2013 – 2023 -SABORES DE ISRAEL, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
PROIBIDA A REPRODUÇÃO SEM AUTORIZAÇÃO.